Você até sabe o que é o exame Papanicolau, mas está curiosa para saber como é feito? Saiba que você não está sozinha. É comum que muitas mulheres já tenham ouvido falar desse exame, mas ainda não terem feito ou perguntado para o ginecologista como é. 



A gente te explica como é feito um dos mais importantes exames para a saúde feminina e por que é, afinal, tão essencial.



Como é feito o procedimento?



Para quem não sabe, o exame é basicamente uma raspagem de algumas células do colo do útero. O exame é supersimples, rápido e indolor¹. Ele consiste, basicamente, em:



1. Um instrumento chamado de espéculo é introduzido no canal vaginal. Com o instrumento, o ginecologista será capaz de ver o colo do útero, do qual o material para exame será recolhido (células esfoliadas do epitélio cervical e vaginal)¹.



2. As células recolhidas são analisadas por um médico que interpretará os resultados do exame.



Apesar de indolor¹, é comum que algumas mulheres se sintam desconfortáveis durante o exame². Para evitar isso, relaxe! Quanto mais relaxada, menos incômodo será o procedimento.



Atenção à regularidade do exame



Vale lembrar também que é importante fazer esse exame regularmente. Segundo o Ministério da Saúde, toda mulher de 25 a 59 anos, ou que seja sexualmente ativa, deve realizar o Papanicolau anualmente. Caso os dois primeiros resultados do exame sejam negativos, ele pode passar a ter uma periodicidade de três anos¹.



Por que o Papanicolau é tão importante?



O Papanicolau é um exame preventivo e tem como principal objetivo a prevenção do câncer de colo de útero. Pela doença se tratar de um tumor que se desenvolve de forma lenta e progressiva¹, com uma fase pré-clínica bastante longa², o câncer de colo uterino tem um dos mais altos índices de prevenção e cura - quase 100% - caso diagnosticado ainda cedo².



Além de ser um exame preventivo, o Papanicolau também é capaz de detectar doenças sexualmente transmissíveis (DST) ou outros distúrbios ginecológicos³. É um grande aliado da saúde íntima da mulher! <3



Já fez o seu esse ano? ;)




Para quem não sabe, o exame é basicamente uma raspagem de algumas células do colo do útero. O exame é supersimples, rápido e indolor¹.




Referências:



1) Davim RMB, Torres GV, Silva RAR, Silva DAR. Conhecimento de mulheres de uma Unidade Básica de Saúde da cidade de Natal/RN sobre o exame de Papanicolau. Rev. Esc. Enferm. USP. 2005; 39(3):296-302.



2) Greenwood SA, Machado MFAS, Sampaio NMV. Motivos que levam mulheres a não retornarem para receber o resultado de exame Papanicolau. Rev. Latino-am. Enfermagem. Jul-Ago 2006; 14(4):503-9.



3) Barbeiro FMS, Cortez EA, Oliveira PAMC, Silva ALO. Conhecimentos e práticas das mulheres acerca do exame Papanicolau e prevenção do câncer. Rev. de Pesq.: cuidado é fundamental. Set-Dez 2009; 1(2):414-422.