A cólica menstrual é uma manifestação psicológica? 



A cólica menstrual acomete cerca de 50% das mulheres em idade reprodutiva. A dor no abdômen inferior é um dos sintomas mais característicos do período pré-menstrual e é, muitas vezes, motivo de queixas e insatisfações femininas.



Acontece que muitas pessoas acham que a cólica menstrual é um sintoma psicológico ou uma invenção feminina para não trabalharmos ou irmos às aulas no período pré-menstrual. Ficou com dúvida sobre o assunto? A gente desmistifica!



Então, quer dizer que a cólica menstrual é realmente psicológica?



Não! Antigamente, os fatores psicológicos eram considerados determinantes quando se falava nas causas da cólica menstrual1. Os mais velhos achavam que as cólicas estivessem relacionadas à rejeição do papel feminino e diziam que não passava de uma manifestação psicológica.



Hoje nós já sabemos que a cólica está longe de ser uma invenção da nossa cabeça, pois é provocada por prostaglandinas, substâncias que estimulam a contração do útero a fim de eliminar o endométrio (mucosa que reveste a parede do útero). Então, não se pode atribuir ao fator psicológico papel exclusivo sobre as cólicas menstruais1.



Contra as cólicas menstruais 



Infelizmente, as cólicas e outros sintomas da TPM fazem parte de um processo natural do nosso corpo e temos que aprender a lidar com isso. O que a gente pode fazer é tomar algumas medidas contra as cólicas menstruais. Confira algumas que podem ajudar:



♥ Chás;

Alimentação;

Massagem;

♥ Acupuntura;

♥ Compressa quente;

♥ Tratamento com medicamento.



Lembre-se: a consulta ao seu ginecologista deve ser mantida com regularidade aproximada de, pelo menos, uma vez ao ano; independente da percepção de dúvidas, anormalidades ou incômodos.



A cólica é um grande incômodo que pode prejudicar nossa rotina. Atividades relaxantes e que distraiam podem ser uma boa maneira de esquecer um pouquinho a dor. Um jeito superdivertido de fazer isso é com o aplicativo Sai Cólica. Ele traz joguinhos divertidos para você passar o tempo e ainda tem um calendário do ciclo menstrual. Ele está disponível gratuitamente para Android e iOS.




A cólica menstrual acomete cerca de 50% das mulheres em idade reprodutiva.




Referência:



1)Schmidt E, Herter LD. Dismenorreia em adolescentes escolares. Rev Adolesc Latinoam. Ago; 2002 3(1).